QUINTA-FEIRA
31 JULHO DE 2014
BUSCA
Opinião  |  Polícia  |  Cidade  |  Política  |  Bem Estar  |  Nossa Gente  |  Variedades  |  Saúde  |  Esportes  |  Classificados  |  Fale conosco
   
Morre o músico Luís Carlos Guedes
Vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), ele morreu na manhã de ontem na Santa Casa de Misericórdia
A- / A+
 As noites de Marília não serão as mesmas sem a animação própria e talento musical de Luís Carlos Guedes, músico que há 20 anos atuava na cidade. Vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), ele morreu na manhã de ontem na Santa Casa de Misericórdia.

O corpo do músico, que tinha domínio completo de instrumentos como violão e contrabaixo, será velado e sepultado hoje em Ponta Grossa (PR), cidade onde vivia a maior parte da sua família e o filho, já adolescente.

E não é difícil encontrar fãs e amigos fiéis. O baterista Gustavo Napoleone, por exemplo, relembra características marcantes de “Guedes”, nome como era carinhosamente chamado.

“O Guedes era uma pessoa de fácil entrosamento, tanto pessoal quanto musicalmente. Cara ímpar, personalidade própria e que cativou a todos de forma marcante. Desde a parte musical era muito querido e sua perda será muito sentida entre os músicos e amigos da cidade. Foi doloroso receber a notícia”.

Ele lembra que seu último contato com Luís Guedes ocorreu há um mês. “Ele se afastou das noites por motivos médicos. Sempre vou lembrar da sua forma de tocar e projetos nos quais atuamos juntos, como a banda A Baladeira e outros paralelos”, pontuou.

Entre outras bandas, Guedes deixou marca registrada com apresentações em casamentos, formaturas, barzinhos, baladas e outros eventos. Fez parte dos grupos MPB 3, Língua Preta, Muamba Natural e tocou ao lado de artistas consagrados, como Zeca Colares e Luca Bernar. Recentemente era membro da banda Perfil e fazia ainda apresentações com o grupo Mucunã.

“Quando conheci o Guedes, ele tocava rock com Rogério Freire. Ao lado deles atuei na banda MPB 3, uma pegada power trio que misturava estilos diferentes. Ele curtia punk rock, mas era muito eclético, um cara tranquilo, gente boa”, lembrou o amigo e músico Júnior Dentinho.

Ele lembra que certa vez, durante um show em local afastado de Marília, Guedes simplesmente parou de tocar, retirou seus instrumentos e foi embora para casa caminhando. “Tinha atitude. Quis parar de tocar e saiu fora. Depois tudo vira risada. Muitas lembranças boas”, disse.

O produtor e músico Cris Brivilier também conheceu o talento de Guedes em trabalho conjunto nas bandas A Baladeira e dupla Cleber e Tiago. “Guedes era um músico muito intuitivo. Experiência e musicalidade eram seus pontos fortes. Era engraçado. Cara amigo, simples e bacana. Curtia muito ronk in roll, mas atuava brilhantemente em MPB, violão e contrabaixo”, concluiu.

Na tarde de ontem amigos e fãs do artista se mobilizavam para seguir até Ponta Grossa para prestar as últimas homenagens a Guedes. Até o fechamento desta edição, o horário de velório e local de sepultamento ainda não haviam sido divulgados pela família.

 

FOTOS / Arquivo Pessoal

| Enviar matéria por e-mail |
+ da Cidade
 
Mais de 2,5 mil marilienses estão com IPVA em atraso: dívida passa de R$1,4 milhão
Grupo Sorri do Hospital ABHU retoma entretenimento
Fundap seleciona estudantes para 210 vagas de estágio em Marília
Hospital ABHU vai desenvolver programa de aprendizagem
Coordenadora estadual elogia programa de combate à obesidade em Marília
Santa Casa faz lançamento de campanha em comemoração aos 85 anos da instituição
Inscrições terminam hoje para alunos serem empreendedores das Escolas da Família
n otícias relacionadas
 
- Morre aos 73 anos, o escultor Artur Lopes Garcia, o conhecido “Tuta”
Em luto. Foi assim que a cidade de Marília acordou neste domingo. O conhecido escultor Artur Lopes Garcia, o “Tuta” morreu aos 73 anos. O mariliense que era conhecido como “papai noel” por entregar brinquedos em favelas da cidade na época do Natal há mais de 43 anos, estava lutando contra um câncer no intestino há quase um ano. O sepultamento ocorreu no cemitério Parque das Orquídeas no mesmo dia.
- Ladrões roubam motorista no Jardim Santa Antonieta
Um dos ladrões estava armado com um revólver durante o crime
EDIÇÃO DO DIA
Enquete
Identifique-se
Assinante
Leitor (compra em banca)
Usuário exclusivo da internet
Indicadores Econômicos
  Compra Venda
Dólar Comercial 2,2675 3,0355
Dólar Turismo 0,2115 0,0218
Euro 3,0355 0,0233
Libra 0,6046 0,0284
Pesos Arg 0,2771 2,1076
Opinião  |  Polícia  |  Cidade  |  Geral  |  Bem Estar  |  Nossa Gente  |  Variedades  |  Saúde  |  Esportes  |  Classificados  |  Fale conosco
Av. da Saudade, 394, A - CEP 17503-000 - Marília - SP - Brasil - Fone: (14) 3454-4000
E-mail: correiomariliense@correiomariliense.com.br