Rio Grande do Sul anuncia valor do Salário Mínimo regional

Umas das maiores características que o salário mínimo tem no Brasil, é que ele não é fixo nas diferentes regiões do país, isso é, o mínimo que cada empregador deve pagar aos seus funcionários é igual, mas os estados podem determinar valores maiores que o imposto pelo Governo Federal para as suas regionalidades.

Por exemplo, em São Paulo, o valor do salário mínimo é de R$ 1000, maior do que o imposto pelo Governo Federal, que ficou no patamar de R$ 937. Por isso, que muitas vezes, trabalhadores saem do Nordeste e do Norte do país, para tentar a vida no Sudeste, já que o valor pago nessa região do país, costuma ser maior do que em outros locais.

Carteira de Trabalho RS
Carteira de Trabalho RS

Entre os estados brasileiros, um dos maiores aumentos do salário mínimo foi no Rio Grande do Sul, já que o Governador José Ivo Sartori fez uma medida que coloca o mínimo regional entre R$ 1.175,15 e R$ 1.489,24, incluindo as cinco faixas salariais.

Por conta disso, o aumento vai ser de 6,48%, igual percentual aplicado sobre o piso nacional, baseado na inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano passado.

Dessa forma, esse salário será o segundo maior do Brasil, atrás apenas do aplicado no Distrito Federal, que tem o mínimo de 1200 reais.

Queixa dos empresários

Esse reajuste do salário mínimo com uma alta porcentagem, fez com que muitos empresários do Rio Grande do Sul reclamassem, já que esse tipo de aumento faz com que o gasto com trabalhadores seja muito maior e segundo o sindicato dos empresários da região, muitas empresas não terão condições de manter em funcionamento suas atividades.

A queixa dos empresários se diz respeito ao tamanho do reajuste, em meio à crise que o estado passa, com a queda de arrecadação e também com o alto desemprego da região, fazendo com que os empresários já tenham uma grande dificuldade de manter as suas atividades em dia.

Outra queixa recorrente foi que as cinco faixas de divisão, fazendo com que o maior salário mínimo, pago para os trabalhadores técnicos de nível médio, seja de R$1.489,24, um grande valor comparado ao resto do Brasil.

Aprovado na Câmera

Esse reajuste do salário mínimo 2018 já foi aprovado pela Câmara e já está em vigor, por isso, não há nada que os empresários possam fazer para impedir que ele seja cobrado. É importante salientar que o não pagamento do salário mínimo é crime e pode gerar inclusive a prisão dos empresários que não cumprirem com a determinação do Governo, restando para essa classe pagar o que foi determinado, sem nenhum tipo de contestação ao que foi proposto e aprovado.

Além da questão dos cursos técnicos, ainda há outras 4 faixas salariais a serem cobradas, incluindo o das trabalhadas domésticas, o de quem atua na agricultura, na pesca, no comércio, nos bancos e também o das pessoas que atuam dentro da indústria.

Vale também lembrar que o valor do salário mínimo usado para o cálculo de benefícios nacionais sempre será o do piso nacional. Portanto, benefícios como o seguro desemprego ou até mesmo o abono salarial serão sempre calculados de acordo com o valor do salário mínimo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *